adplus-dvertising

Quanto a mim tem crase?

Quanto a mim tem crase?

Atenção: Antes dos pronomes pessoais, como eu, tu, ele, ela, nós, vós, mim (pronome pessoal oblíquo) etc., não ocorre crase, já que não são antecedidos de artigos. Nessas situações haverá apenas a preposição “a”.

Quanto à Ou quanto as?

A expressão “quanto a”, que significa “no que se refere a” ou “relativamente a” é composta de dois vocábulos, sendo o último uma preposição “a”, o que a torna uma locução prepositiva. Como é acompanhada da preposição a, quando a expressão quanto se ligar a um substantivo feminino determinado, o “a” será craseado.

Quanto a sua tem crase?

Resposta: A crase é facultativa antes dos pronomes possessivos (seu, sua, minha, tua etc). Contudo, ela contribui para evitar ambiguidade.

Tem crase diante de toda?

NÃO USAMOS A CRASE: Antes de pronomes indefinidos que não admitem artigo (seguidos ou não de “s”): alguém, alguma, nenhuma, cada, certa, determinada, pouca, quanta, tal, tamanha, tanta, toda, ninguém, muita, outra, tudo, qual, qualquer, quaisquer.

Tem crase antes de mais?

Aparentemente há uma percepção de que os termos "a mais", "a menos", "a menor", "a maior", com ou sem ocorrência de crase sejam perfeitamente intercambiáveis entre si, podendo uns serem usados em substituição aos outros sem prejuízo do entendimento do texto.

Quando usar a crase e quando não usar?

Quando não usar crase?

  1. Antes de substantivos masculinos:
  2. Antes de verbos:
  3. Antes da maior parte dos pronomes:
  4. Nota: Antes de alguns pronomes pode ocorrer crase.
  5. Em expressões com palavras repetidas, mesmo que essas palavras sejam femininas:
  6. Antes de palavras femininas no plural antecedidas pela preposição a:

Vai a uma festa tem crase?

Nunca haverá o acento indicador de crase quando o a estiver no singular e o termo seguinte, no plural. Nesses casos, o a será apenas preposição, não havendo o artigo. Caso houvesse o artigo, este concordaria com o substantivo, feminino, plural – as, e haveria o acento indicador de crase: – Não fui às festas