adplus-dvertising

Como é feito um desbridamento?

Como é feito um desbridamento?

Este procedimento só pode ser realizado por um médico, em centro cirúrgico, sob anestesia local ou geral; Instrumental: pode ser feito por um enfermeiro treinado, em uma sala de curativos, e baseia-se na retirada de tecido morto e pele infeccionada com auxílio de bisturi e pinças.

Quais os mecanismos que levam a necrose celular?

Existem dois tipos de morte celular: a necrose, processo agudo provocado por uma lesão celular generalizada, e a apoptose, mecanismo mais apurado, não inflamatório. Na apoptose participam diversos mecanismos genéticos e celulares, sendo um processo geneticamente programado que responde a mecanismos homeostáticos.

O que pode causar a apoptose?

A apoptose pode ser desencadeada por diversos fatores: ligação de moléculas a receptores de membrana, agentes quimioterápicos, radiação ionizante, danos no DNA, choque térmico, falta de fatores de crescimento, baixa quantidade de nutrientes e níveis aumentados de espécies reativas do oxigênio (ROS).

Quais são as duas vias de apoptose?

duas principais vias de sinalização da apoptose: a via extrínseca (ou via dos receptores de morte celular) e a via intrínseca (ou via da mitocôndria), e evidências recentes apontam que essas duas vias estão ligadas e que moléculas de uma delas podem influenciar na outra.

São características da apoptose?

Em geral, a morte celular em animais ocorre por apoptose, sendo um dentre vários mecanismos de controle celular. Após modificações morfológicas características – como condensação e encolhimento, colapso do citoesqueleto, dissolução do envelope nuclear e fragmentação da cromatina –, células morrem por apoptose.

Como ocorre a via intrínseca da apoptose?

A via intrínseca, ou via mitocondrial, consiste numa via onde há lesão celular: por lesão do DNA (a lesão do DNA pode ser causada por radiação, toxinas, radicais livres), ou por uma proteína mal dobrada, ou ainda por redução dos fatores de crescimento.

Quais as alterações decorrentes de uma lesão ou de um processo patológico de que maneira elas podem ser observadas?

As agressões podem modificar o metabolismo celular, induzindo o acúmulo de substâncias intracelulares (degeneração/degenerações), ou podem alterar os mecanismos que regulam o crescimento e a diferenciação celular originando hipotrofias, hipertrofias, hiperplasias, hipoplasias, metaplasias, displasias, e neoplasias).

São características comumente observadas em uma célula animal em processo de apoptose exceto?

220571 date_range2010 classBiologia. São características comumente observadas em uma célula animal em processo de apoptose, exceto: a) fragmentação do DNA cromossômico. acúmulo de fosfatidilserina na camada externa da membrana plasmática.

O que aconteceria com o indivíduo que nascesse com uma mutação germinativa de p53?

Embora as mutações em p53 causadoras de tumores tenham sido observadas primariamente em células somáticas, as mutações de p53 na linhagem germinativa são responsáveis por uma condição de câncer hereditário conhecido como síndrome de Li-Fraumeni (LFS).

Qual é a relação entre apoptose e a carcinogénese?

A transformação tecidual reflete um desequilíbrio entre a proliferação e a morte celular. Sendo assim, a perda da apoptose, por si só, é relevante na carcinogênese e a sua perfeita compreensão, bem como a de seus mecanismos reguladores, permitiria o estabelecimento de uma terapêutica tumoral mais eficiente (6,7).

Qual a relação entre Carcinogenese e genética?

O câncer surge a partir de uma mutação genética, ou seja, de uma alteração no DNA da célula, que passa a receber instruções erradas para as suas atividades. As alterações podem ocorrer em genes especiais, denominados proto-oncogenes, que a princípio são inativos em células normais.