adplus-dvertising

O que é modelo atômico para que serve?

O que é modelo atômico para que serve?

Os modelos atômicos tentam explicar como a matéria é construída e organizada para que possamos entender melhor como ocorrem os fenômenos da natureza. ... Os filósofos gregos primeiramente propuseram a ideia de que a matéria era formada de partículas bem pequenas e que essas partículas eram indivisíveis.

O que é modelo e para que serve?

São teoria baseadas na experimentação feita por cientistas para explicar como é o átomo. Os modelos não existem na natureza,são apenas teorias para mostrar o porque de um fenômeno.

Como seria o resultado do experimento de Rutherford sobre o átomo na visão de Thomson sobre o átomo?

O modelo atômico do pudim de passas de Thomson tinha elétrons carregados negativamente inseridos dentro de uma "sopa" carregada positivamente. O experimento da folha de ouro de Rutherford mostrou que o átomo constitui-se principalmente de espaço vazio, com um núcleo minúsculo, denso e carregado positivamente.

Como Rutherford interpretou estes resultados inesperados?

Resposta. No experimento, ao bombardear partículas alfa na lamina de ouro, Rutherford percebeu que a maioria das partículas atravessavam a folha de ouro sem nenhum problema, apenas algumas partículas eram desviadas.

Qual seria o resultado previsto para a experiência de Geiger?

11) Qual seria o resultado previsto para a experiência de Geiger e Marsden se o de Thomson estivesse correto? ... Se o modelo de Thomsom estivesse correto, no experimento de Geiger e Marsden as partículas alfa deveriam atravessar a fina lâmina de ouro sem sofrerem grandes desvios.

Qual é a alternativa que apresenta o resultado que era previsto para o experimento de acordo com o modelo de Thomson?

Com esse experimento, Thomson chegou à conclusão de que, quando os átomos do material gasoso no interior do tubo eram submetidos a uma alta tensão, partículas de natureza negativa eram arrancadas e direcionadas até a placa positiva (ânodo).

O quê Rutherford notou com os experimentos de Ernest Marsden e Hans Geiger?

Rutherford descobriu e nomeou as radiações alfa e beta, descobriu o núcleo do átomo e o próton e ainda sugeriu a existência do nêutron, realizou a primeira transmutação da história e ganhou o Prêmio Nobel de Química, em 1908 (com apenas 37 anos), ao explicar a radioatividade.

O quê Rutherford esperaria encontrar na realização do seu experimento caso a proposta de modelo atómico de Thomson estivesse certa?

Rutherford esperava que as partículas alfa atravessariam direto sofrendo, no máximo desvios mínimos. A justificativa é que as partículas positivas estavam distribuídas homogeneamente pela esfera (no modelo de Thomson) e as partículas alfa possuem 5% da velocidade da luz (alta velocidade).

Qual foi a base científica do experimento feito por Rutherford para propor a sua teoria?

Ele concluiu que, para explicar a existência do mundo tal como o conhecemos, a divisão da matéria não pode ser infinita, isto é, que há um limite indivisível, o átomo. ... A conclusão que ele chegou era átomo possui um grande vazio e seria formada por outras partículas: os prótons e elétrons.

Qual foi a contribuição dos experimentos realizados por Thomson na elaboração de sua teoria?

Thomson, a partir de seu modelo, confirmou e provou a existência de elétrons (partículas com carga elétrica negativa) no átomo, ou seja, o átomo possui partículas subatômicas.

Como Thomson conseguiu comprovar a existência do elétron?

Thomson realizou novas experiências que o levaram a concluir que os raios catódicos eram formados por partículas que possuem carga negativa. Tempos mais tarde, Thomson provou que esses raios eram desviados mediante a aplicação de campo elétrico. Assim, essas partículas foram denominadas de elétrons.

Como GP Thomson comprovou que o elétron não era apenas uma partícula mas também uma onda?

Thomson demonstrou que o elétron pode difratar como uma onda, uma descoberta que prova o princípio de dualidade onda-partícula que foi inicialmente proposto por Louis de Broglie em 1924 (na apresentação de sua tese de doutorado). Em 1930 foi apontado como professor no Imperial College em Londres.