adplus-dvertising

Para que serve o aparelho de ondas curtas?

Para que serve o aparelho de ondas curtas?

As ondas curtas têm um efeito bastante positivo sobre o tecido muscular, provocando um relaxamento da musculatura, facilitando a transmissão nervosa e por meio da vasodilatação, que promove a captação das toxinas produzidas durante o esforço muscular.

Quais diferenças entre o microondas e o ondas curtas?

As micro-ondas geram mais calor nos tecidos com alta condutividade elétrica (músculos), entretanto, essa radiação penetra menos profundamente do que a diatermia indutiva por ondas curtas.

O que é diatermia de ondas curtas?

A diatermia por ondas curtas é um aparelho que usa uma radiação não-ionizante da porção de frequência de rádio do espectro eletromagnético para produzir calor, que é enviado aos tecidos mais profundos do nosso corpo. Geralmente, a banda de radiofrequência gira em torno dos 27 MHz.

O que quer dizer diatermia?

Significado de Diatermia substantivo feminino Qualidade do que é diatérmico. Método terapêutico que consiste em aplicar o calor produzido por uma corrente elétrica de alta amperagem e baixa tensão.

Como funcionam as ondas curtas de rádio?

As Ondas Curtas têm a particularidade de se refletirem na zona mais elevada da atmosfera: a ionosfera. Esta zona, que se encontra carregada eletricamente, contém radiações ultravioletas emitidas pelo sol. As Ondas Curtas são refletidas por saltos na ionosfera e depois na terra.

Qual a diferença entre ondas curtas e ondas longas?

Em Rádio, a onda curta corresponde a alta frequência obtida pela relação inversa entre a frequência e o comprimento da onda e por isso denominada "ondas curtas", pois seus comprimentos de onda são mais curtos do que os da onda longa, comprimentos utilizados no início das comunicações de rádio.

Qual o efeito da termoterapia?

A aplicação de calor a uma área aumenta o fluxo sanguíneo, trazendo consigo proteínas e oxigênio. E ainda que existam contraindicações, os benefícios gerais da termoterapia se destacam. Esse método de terapia é ótimo para diminuir a rigidez das articulações, reduzir a dor e aliviar os espasmos musculares.

O que é a termoterapia?

Podemos entender como termoterapia os processos que usam as mudanças de temperatura no corpo para realizar algum tipo de tratamento, seja ele terapêutico, seja eletivo e estético. Neste último caso, geralmente é usada para ativar substâncias ou induzir enzimas para que penetrem mais velozmente no organismo.

Quais os tipos de termoterapia?

A termoterapia possui duas versões: a hipertermoterapia, que usa o calor, e a crioterapia, que utiliza temperaturas mais baixas. No primeiro tipo, as fontes de calor podem ser por contato, onde há uma troca de energia, como por exemplo, compressas, bolsas de água e pedras.

Quais são os efeitos fisiológicos da aplicação do calor na circulação sanguínea?

Os efeitos incluem vasodilatação, aumento do fluxo sanguíneo e, consequentemente, da oxigena- ção, eliminação dos resíduos metabólicos, diminuição da con- dução nervosa da dor, diminuição da rigidez nas articulações e relaxamento muscular(1).

Quais são os efeitos fisiológicos do calor sobre o ser humano?

Porém, se a exposição prolongada ao calor em excesso persistir, é possível que o indivíduo desenvolva um aumento da irritabilidade, fraqueza, depressão, ansiedade e incapacidade para se concentrar. Nos casos mais graves podem ocorrer alterações físicas. Os principais sintomas no organismo são: Cãibras.

Quais as contraindicações da aplicação do calor?

Porém se contraindica o calor quando apresentar condições musculoesqueléticas agudas, circulação prejudicada, doença vascular periférica, anestesia da pele, feridas ou problemas de pele.

Qual a finalidade da aplicação de calor?

A aplicação térmica externa, de calor ou frio, é um dos tratamentos mais antigos. É eficaz e proporciona efeito imediato. O calor atua relaxando os músculos e facilitando a circulação através da vasodilatação, acalmando assim a dor, e diminuindo um pouco, e impedindo o edema local.

Quais os efeitos fisiológicos do frio?

Os principais efeitos fisiológicos do frio são: analgesia, redu- ção do metabolismo local e do espasmo muscular, além de redução dos movimentos articulares. Durante muitos anos acreditou-se que o corpo respondia à aplicação do frio com uma vasoconstrição seguida de vasodilatação.

Quais são os efeitos fisiológicos da crioterapia?

Os efeitos fisiológicos ocasionados pelo uso da crioterapia são: anestesia, redução da dor, redução do espasmo muscular, estimula o relaxamento, permite a mobilização precoce, melhora a amplitude de movimento, estimula a rigidez articular, redução do metabolismo, redução da inflamação, estimula a inflamação, redução da ...

Quais os efeitos da aplicação da crioterapia?

“Os efeitos locais da aplicação da crioterapia incluem vasoconstrição com redução do fluxo sanguíneo e diminuição da taxa metabólica, redução de resíduos celulares, redução da inflamação, redução da dor, redução do espasmo muscular.

Quais os objetivos da crioterapia?

O principal objetivo da utilização da crioterapia é o de minimizar seqüelas adversas que estão relacionadas ao processo de lesão (dor, edema, hemorragia, espasmo muscular) e, principalmente, reduzir a área de lesão secundária1-3.

Quais são as formas de aplicação da crioterapia?

A crioterapia pode ser aplicada de diversas maneiras: compressas geladas, por meio de recipientes, toalhas ou saco plástico com gelo picado, compressas de gel, compressas químicas, imersão em água e gelo, gelo seco, spray químico (DENEGAR, 2003; MACEDO; GUIRRO, 2013).

Qual o mecanismo de ação da crioterapia?

Estudos demonstram que o mecanismo de ação analgésico da crioterapia envolve a redução na velocidade de condução das fibras nervosas pela transmissão assincrônica nas fibras da dor, liberação de endorfinas e inibição dos neurônios espinhais, além de um aumento no período refratário, o que leva à redução gradativa na ...

Como o tens pode agir fisiologicamente no controle da dor?

O motivo pelo qual o TENS é capaz de atuar na dor é que ele ativa um mecanismo do sistema nervoso, o sistema inibitório descendente de dor, por isso acaba por amenizar a dor. Não há efeitos colaterais e nem risco para quem o utiliza, o TENS não possui característica de dependência, diferente de alguns remédios.

É normal sentir dor durante a fisioterapia?

Olá! A dor pode ser sentida durante o tratamento. Algumas vezes, na avaliação inicial (e nas subsequentes), dependendo do caso. Ela pode acontecer também durante algum procedimento, como, por exemplo, o alongamento.