adplus-dvertising

Quando cabe liminar na ação de despejo?

Quando cabe liminar na ação de despejo?

No caso de imóvel não residencial (comercial), cabe liminar caso a ação de despejo seja proposta dentro de 30 dias após o término do contrato ou de 30 dias após o término de notificação comunicando que o locador/proprietário deseja o imóvel de volta.

Como fazer a caução na ação de despejo?

Calma, existe uma saída. Caso o inquilino esteja devendo três meses de aluguéis ou mais, você pode pedir a liminar de despejo para que o inquilino saia em 15 dias e oferecer como caução os aluguéis em atraso. Isso mesmo, os aluguéis em atraso.

Qual a lei de despejo?

As ações de despejo são regidas pela Lei nº 8.

Quando posso entrar com ação de despejo por falta de pagamento?

A Lei do Inquilinato não impõe qualquer restrição de prazo para ação de despejo, que pode ser ajuizada pelo locador já a partir do 1º dia de atraso no pagamento do aluguel.

Como pedir o imóvel por falta de pagamento?

Ação de Despejo. No caso do proprietário não querer mais alugar o imóvel para o inquilino, pode ser feito o pedido de rescisão do contrato de locação. Além disso, é possível entrar com o pedido de pagamento dos aluguéis em atraso junto com a primeira petição de rescisão contratual e a solicitação de despejo do imóvel.

O que fazer para pedir uma ordem de despejo?

Para dar inicio à uma ordem de despejo, o locador, deve primeiramente contratar um advogado, de preferência especialista em direito imobiliário. Onde o mesmo, deve entrar com um pedido na justiça para executar o despejo do locatário. E assim, para que o juiz autorize a ação de despejo.

Como fazer pedido de despejo?

Os principais passos da ação de despejo

  1. Agende uma consulta com um advogado com especialidade em Direito Imobiliário. ...
  2. Explique para o profissional a razão pela qual você quer rescindir o contrato, ele poderá avaliar o seu caso à luz do contrato e da legislação aplicável.

Como funciona o processo de despejo?

O despejo é uma ação específica realizada pelo proprietário de um imóvel que está alugado. O objetivo principal desse tipo de ação é viabilizar a desocupação do bem em questão, retomando a posse total para o dono. ... Tendo o inquilino saído do imóvel, ele já pode ser alugado novamente.

O que fazer quando o inquilino se recusa a sair do imóvel?

Se o inquilino não desocupar o imóvel, o proprietário poderá entrar com uma ação de despejo, ou seja, o juiz determinará a desocupação do imóvel. ... Caso exista acordo amigável para a desocupação do imóvel, deve-se honrar o que foi combinado.