adplus-dvertising

Qual é o melhor livro de Prática Trabalhista?

Qual é o melhor livro de Prática Trabalhista?

12 livros de Direito do Trabalho que você deveria ler

  • 1 – Direito do Trabalho – Vólia Bomfim Cassar.
  • 2 – Resumo de Direito do Trabalho.
  • 3 – Direito do Trabalho – Jouberto Cavalcante e Francisco Ferreira Jorge.
  • 4 – Direito Processual do Trabalho.
  • 5 – Prática Jurídica Trabalhista.
  • 6 – Prática da Reclamação Trabalhista.
  • 7 – Manual de Direito do Trabalho.

O que um advogado trabalhista precisa saber?

Se você quer ser um bom advogado trabalhista, vai precisar estudar – e muito – a Constituição (art. 6 ao 11) e, dentre outras leis infraconstitucionais, a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). É essa a lei que regulamenta todas as relações trabalhistas.

Como estudar para Processo do Trabalho?

Processo do Trabalho: como estudar? Realizar questões e assistir a videoaulas são ótimas formas de entender as noções de Direito Processual do Trabalho, além de revisar periodicamente os conteúdos. No entanto, há temas presentes na maioria das edições OAB e que devem ter prioridade durante as suas horas de estudo.

O que mais cai em processo do trabalho na OAB?

Processo do Trabalho Recursos em espécie – Execução na Justiça do Trabalho – Atos processuais – Da audiência trabalhista – Procedimentos especiais trabalhistas.

O que estudar para OAB de Processo Civil?

Processo Civil (7 questões) Nessa disciplina, priorize o estudo dos seguintes assuntos: Recursos em Espécie, Processo de Execução e Cumprimento de Sentença, Procedimentos Especiais, Formação do Processo e Petição Inicial e Audiência Preliminar de Conciliação ou Mediação.

Quais são os princípios peculiares ao Direito Processual do Trabalho?

Os princípios que se destacam são: “in dubio pro operário”, princípio da condição mais benéfica, princípio da aplicação da lei mais favorável, princípio da primazia da realidade, princípio da continuidade da relação empregatícia, princípio da irredutibilidade ou irrenunciabilidade de direitos trabalhistas.

O que significa a função construtiva dos princípios do Direito do Trabalho?

Podemos dizer, portanto, que os princípios do direito do trabalho têm a função de informar, orientar (auxílio às interpretações) e normatizar (auxílio à função normativa) tanto os aplicadores do direito quanto os elaboradores de normas.

Que princípios do direito civil seriam aplicáveis ao Direito do Trabalho?

O emérito professor Ruprecht enumera os seguintes princípios de Direito do Trabalho: protetor (do qual derivam o in dubio pro operário, o da norma mais favorável e o da condição mais benéfica), o da irrenunciabilidade de direitos, o da continuidade do contrato, o da realidade, o da boa-fé, o do rendimento, o da ...

Qual a importância dos princípios para o Direito?

os princípios são normas de grande relevância para o ordenamento jurídico, na medida em que estabelecem fundamentos normativos para a interpretação e aplicação do Direito, deles decorrendo, direta ou indiretamente, normas de comportamento.

Quais os três principais princípios do Direito do Trabalho?

3 PRINCÍPIOS DO DIREITO DO TRABALHO Sendo eles: Princípio da Proteção, Princípio da Irrenunciabilidade de Direitos, Princípio da Continuidade da Relação de Emprego, Princípio da Primazia da Realidade, Princípio da Razoabilidade, Princípio da Intangibilidade Salarial, Princípio da Inalterabilidade Contratual Lesiva.

O que é um trabalhador hipossuficiente?

Parte hipossuficiente. ... que o trabalhador é a parte mais fraca, afastando assim o conceito de hipossuficiente e o princípio protetor. ), considerando assim o legislador em relação a esses trabalhadores como não sendo um parte fraca e nem hipossuficiente na relação de emprego.

Qual a diferença entre empregado Hipersuficiente é hipossuficiente?

A Lei Federal n.º introduziu, no ordenamento jurídico brasileiro, a chamada “Reforma Trabalhista”, e, com ela, surgiu o conceito do denominado empregadohipersuficiente”. Esse neologismo foi criado justamente para se contrapor à ideia clássica de trabalhador hipossuficiente/vulnerável.

Por que empregado é considerado hipossuficiente na relação de emprego?

das relações civis, não existe isonomia nos contratos de trabalho, portanto, não existe igualdade entre as partes do contrato. O empregado é tratado como parte hipossuficiente da relação. Em outras palavras, o trabalhador sempre será a parte mais frágil deste contrato.

O que diz o artigo 611 da CLT?

Art. 611. Convenção Coletiva de Trabalho é o acordo de caráter normativo, pelo qual dois ou mais sindicatos representativos de categorias econômicas e profissionais estipulam condições de trabalho aplicáveis, no âmbito das respectivas representações, às relações individuais de trabalho.