adplus-dvertising

Qual a distinção que os PCN de história apresentam entre o saber histórico e o saber histórico escolar?

Qual a distinção que os PCN de história apresentam entre o saber histórico e o saber histórico escolar?

Resposta. O saber histórico diz respeito ao campo da pesquisa e produção de conhecimentos sob o domínio dos especialistas e o saber histórico escolar refere-se à reelaboração do conhecimento produzido no campo da pesquisa, a partir da mediação pedagógica professor/aluno.

O que é história afinal?

A história estuda as mudanças e permanências ocorridas na sociedade. ... Ou seja, a história estuda o tempo passado e também o presente. Por isso, pode-se dizer que dizer que a história é o estudo dos seres humanos no tempo e no espaço.

O que é história resumo 6 ano?

O Historiador e o Tempo Em linhas gerais, História é a ciência que estuda as ações dos seres humanos no tempo e no espaço. Os historiadores estudam o passado das pessoas, dos povos e nações, buscando entender melhor o momento presente. Em História, o estudo do passado é feito a partir de um olhar do presente.

Para que serve a história 6 ano?

A história está presente no cotidiano e serve de alerta à condição humana de agente transformador do mundo. ... Assim, a história é a ciência do passado e do presente, mas o estudo do passado e a compreensão do presente não acontecem de uma forma perfeita, pois não temos o poder de voltar ao passado e ele não se repete.

O que é um marco na história?

Podemos afirmar que o significado de Marco Histórico é um evento, um acontecimento importante para a história, ou seja, algo que marcou a história, e é por isso que utiliza-se o termo "marco".

O que significa saber histórico?

O saber histórico serve para entendermos o passado e tirarmos diretrizes para o futuro.

O que é conhecimento histórico escolar?

da pluralidade e da particularidade uma energia impulsionadora nas interpretações do passado, que o conhecimento histórico escolar, baseado na universalidade do desenvolvimento da humanidade, na identidade coerente e na efetividade de determinadas idéias de sentido, como a idéia de progresso, por exemplo, não dispunha.