adplus-dvertising

Qual o motivo da expansão marítima portuguesa?

Qual o motivo da expansão marítima portuguesa?

O primeiro motivo que levou os portugueses ao empreendimento das Grandes Navegações foi a progressiva participação lusitana no comércio europeu no século XV, em razão da ascensão de uma burguesia enriquecida que investiu nas navegações no intuito de comercializar com diferentes partes do mundo.

Como começou a expansão marítima portuguesa?

Em 1415, a Conquista de Ceuta iniciou um processo de consolidação de colônias portuguesas na costa africana e de algumas ilhas do Oceano Atlântico. ... Com essa descoberta o projeto de expansão marítima de Portugal parecia ter concretizado seus planos.

Que interesses além do comércio podem explicar a expansão marítima portuguesa?

Além disso, fatores importantes também era a busca por escravos, incorporação de novos territórios, bem como de recursos minerais, vegetais e animais desses locais. Buscava-se, ainda, aumentar o número de súditos para os reis e de mais fiéis para a Igreja.

O que as potências européias desejavam com a expansão marítima?

O objetivo era contornar o continente africano, primeiro pelo oceano Atlântico e depois pelo Índico, para chegarem às Índias. Para conseguirem este feito, os portugueses precisaram de quase um século. O primeiro ponto alcançado na África foi Ceuta, cidade conquistada após batalha com os árabes, em 1415.

Que papel teve a conquista de Constantinopla na expansão marítima?

(UFPB 2009)A conquista de Constantinopla pelos turcos, em 1453, interrompeu o comércio por terra entre a Europa e a Ásia, obrigando os europeus a buscarem novas rotas comerciais, agora pelo mar. Esse fato beneficiou os países atlânticos e ajudou a deslocar o eixo econômico para a Europa Ocidental.

Quais foram os grupos sociais que se engajaram em prol do ideal da expansão marítima europeia?

Os grupos sociais engajados com a expansão marítima europeia foram a Alta Burguesia, a Nobreza e o Clero.

Quais foram as duas cidades italianas mais famosas pela expansão do domínio do comércio e das rotas?

Comércio mediterrâneo e nórdico Com o crescimento das rotas marítimas, foram estabelecidos dois grandes eixos comerciais na Europa: o eixo do mediterrâneo, dominado pelas cidades italianas de Veneza e Gênova, e o eixo nórdico, conhecido como Liga Hanseática.

Quais as consequências da expansão comercial europeia na África?

O comércio interno da Europa foi sendo somado às trocas externas. Outros continentes também recebiam os produtos da Europa. A África passou por mudanças demográficas, com o envio de escravos para a América e ganhava produtos manufaturados por pagamento.

Quais foram as consequências da expansão ultramarina para as sociedades europeias?

As consequências da expansão ultramarina para as sociedades europeias foram positivas visto que as novas rotas comerciais, desenvolvidas via oceano, permitia ampliação de acesso de produtos nobres e especiarias, aumento de riqueza dessas nações e a intensificação econômica.

Quais as principais consequências das grande navegações?

O resultado das Grandes Navegações foi o “descobrimento” de uma série de novos locais pelos portugueses, como Açores e Madeira (ilhas atlânticas). Esse processo resultou também na chegada dos europeus ao continente americano em 1492.

Quais foram as consequências do controle dessas rotas pelos portugueses?

As consequências do controle dessa rota pelos portugueses foram que os portugueses conseguiram lucros fabulosos. Portugal encontrou realmente especiarias e outros fabulosos tesouros da Índia.